Sobe o número de mortos em naufrágio na ilha do Marajó, Pará

19/04/2013 10:36Nenhum comentáriovisualizações: 76

De acordo com a Capitania dos Portos, cinco corpos foram encontrados.

Incidente com embarcação ocorreu na madrugada desta sexta, 19.

Barco naufragou no Rio Arari. (Foto: Reprodução/ TV Liberal)

Barco naufragou no Rio Arari.
(Foto: Reprodução/ TV Liberal)

Subiu para cinco o número de vítimas do naufrágio de uma embarcação nas proximidades de Cachoeira do Arari, na região do Marajó, no Pará. O “Iate Leão do Norte” havia saído de uma localidade do município de Chaves com destino a Belém, com aproximadamente 80 passageiros. O incidente ocorreu no início da madrugada desta sexta-feira (19), quando a maioria dos passageiros estavam dormindo.   Equipes do Corpo de Bombeiros e da Marinha do Brasil estão no local realizando buscas aos desaparecidos. A Prefeitura de Cachoeira do Arari decretou ponto facultativo para que os funcionários pudessem auxiliar os sobreviventes da tragédia.   “Estamos acompanhando de perto as buscas, junto com o Corpo de Bombeiros. No momento do naufrágio foram encontrados três corpos e agora, na varredura que os bombeiros fazem na embarcação, já tiraram mais dois. Encontraram adultos e crianças”, afirma Benedito Vasconcelos, prefeito da cidade.   O gestor municipal acredita que ainda há corpos na embarcação. “Com certeza ainda estão dentro do barco. A viagem acontece geralmente à noite, as pessoas estavam dormindo”, conta Benedito.   Os moradores da cidade estão abalados com o incidente. “É uma grande tragédia, onde toda a população de Cachoeiira está envolvida em questão de solidariedade. São seres humanos, pessoas que sempre viajam na época do inverno no rio Arari e sempre paravam em Cachoeira”, diz o prefeito.   As cerca de 40 pessoas resgatadas foram encaminhadas para o hospital e para a Casa Municipal, que abriga os sobreviventes e oferece atendimento.   Equipes do Corpo de Bombeiros e da Marinha do Brasil realizam buscas aos desaparecidos no rio Arari. A prefeitura do município mobilizou seus funcionários para que possam ajudar os sobreviventes.   Em nota, a Marinha afirma que tomou conhecimento do naufrágio por volta das 01h20 e determinou que imediatamente os Navios-Patrulha “Parati” e “Pampeiro” fossem direcionados para a área do incidente, com apoio de duas lanchas e mergulhadores, para auxiliar nas buscas.   Será instaurado um Inquérito sobre Fatos e Acidentes da Navegação para apurar as responsabilidades, com prazo de conclusão em 90 dias.   Do G1 PA

Comentar


Trackbacks